terça-feira, 27 de setembro de 2016

Dubai & Maldivas #2– Sobreviver ao Aeroporto de Lisboa

Cá em casa, na hora de viajar, fazemos parte daquele grupo de viajantes que vai sempre para o aeroporto com algum tempo de antecedência... não vá haver algum imprevisto, temos sempre tempo para alguma "manobra de emergência"... e pela primeira vez nas nossas vidas de viajantes, nunca ficámos tão felizes por chegar ao Aeroporto 3 horas antes da hora da partida...

É que há exactamente um mês atrás, quando entrámos no Aeroporto de Lisboa super entusiasmados para iniciar a nossa viagem e as nossas tão desejadas férias, demos de caras com a maior confusão que eu alguma vez vi num Aeroporto. Havia uma fila GI-GAN-TES-CA de pessoas  que serpenteava por toda a área das Partidas… e não estou a exagerar… era mesmo por toda a área das Partidas, que não sendo das maiores onde já estive, também não é nada pequena…

Ao inicio não percebi muito bem o que se estava ali a passar. “Deve ser a fila para os balcões de Check-In da TAP"… Pensei eu… Com aquela moda de despacharem todos os destinos nos mesmos balcões  as filas eram sempre gigantes e tendo em conta que era um sábado em plena época de Verão, era mais do que certo que as filas seriam enormes… Mas como não íamos viajar com A TAP, nem sequer me preocupei mais com o assunto.

No meio de tanta confusão, lá encontrámos os balcões da Emirates, e visão do Paraíso, não tinham ninguém… zerinho… “Aaaahhh que maravilha!” Pensámos nós… “Vamos despachar estas formalidades de embarque num instantinho…”  Pois…Pois…

Estávamos todos animados… malas despachadas e quando a Hospedeira da Emirates no entrega os Cartões de Embarque, começou uma verdadeira corrida contra o tempo…

Hospedeira - Tenho que informar os senhores que devido à Greve dos Seguranças do Aeroporto, a fila neste momento para passar a zona dos detetores de metais é de 3 horas…”
Nós - Desculpe!?
Hospedeira - Sim… a última informação que recebemos é que a média de espera estava em 3 horas. E tratando-se de uma greve não há prioridades. Mesmo viajando com uma criança vai ter de esperar na fila.
Nós - Desculpe… disse 3 horas!?
Hospedeira - Sim… estamos mesmo em cima da hora. O vosso embarque começa às 13:15 e para agravar, a porta de embarque é a última de todas, a n.º 146. Em dias normais, os passageiros demoram entre 15 a 20 minutos a chegar à porta de embarque…
Nós - Mas… assim nós não vamos conseguir embarcar.
Hospedeira - Sugiro que se dirijam já para a fila…

E foi o que fizemos… desatámos em passo de corrida por toda a área das Partidas em busca da cauda da fila… “desculpe senhor é o fim da fila”, “não, não… é mais para ali para trás…”, “Desculpe aé aqui o fim da fila?”… “Não! É ali…” e quando olhamos para o “ali”, abateu-se em nós um desespero tremendo… Eram 11:30… feitas a contas, não íamos conseguir embarcar…

E a partir deste momento nunca o ditado “quem espera desespera” fez tanto sentido… nós parecíamos que não saíamos do mesmo lugar enquanto o tempo voava no relógio … 11:30… 11:40… 12:00…12:00 …12:30… "Ai senhores... nós vamos perder o avião!"

Ao nosso redor um mar de passageiros com um misto de incredulidade e preocupação estampada no rosto "Será que vou conseguir embarcar?"... "Não acredito que isto me está a acontecer!"...  

Quando finalmente passamos a zona dos detectores de metais, eram 13:30… o nosso embarque fechava às 13:45… desatámos numa correria desenfreada por toda a zona de embarque em direcção à porta 146… ele com ela ao colo… eu com as mochilas…  no meio da correria ainda faltava passar pelo Controlo dos Passaportes…  “Argh… mas está tudo contra nós?”

Chegámos à porta de embarque eram 13:45 certinhas… “Ufa! Conseguimos!”…

Ainda não sei bem como é que nós conseguimos, mas a verdade é que conseguimos. Mas verdade seja dita, se eu soubesse o que sei hoje, tinha feito todo o percurso até ao embarque nas calmas, e ainda ia comprar caramelos.
É que depois de já estarmos sentadinhos no avião, fomos informados pelo piloto que, “para minimizar os danos causados pela greve, que iríamos esperar por alguns passageiros…” foi quando olhei em redor e me apercebi que o avião estava quase vazio… Uma hora depois, o piloto voltou a informar que ainda estávamos a aguardar o embarque de 40 passageiros que tinham feito o Check In, mas que ainda não tinham embarcado por causa da greve…

Feitas as contas, estivemos 2 horas fechados no avião à espera da maioria dos passageiros… 2 horas! (Aposto que eram na sua maioria da Classe Executiva e 1ª Classe...)

Felizmente o entretenimento a bordo para as crianças é mesmo muito bom e ao fim de 2 horas a Mini Viciada não mostrava nenhum sinal de impaciência… só perguntava “Já estamos a voar?” de vez em quando, mas sempre tranquila… mais interessada em jogar e em ver os filmes todos que tinha só para ela…


O nosso embarque foi uma verdadeira corrida contra o tempo, um verdadeiro teste à nossa resistência física e ao nosso sistema nervoso, mas 2 horas depois da hora marcada, estávamos finalmente a voar com a Emirates a caminho do Dubai… as nossas férias estavam finalmente a começar…podíamos começar a desligar todos os botões… uuuuuuufffffa!

Mas eu sou gaja e lá no fundo começou a morder o bichinho... "Opá... 2 horas de atraso! Será que quando chegarmos o Transfer vai estar à nossa espera?" E pronto... lá fomos nós para o Dubai!

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Dubai & Maldivas #1 - A Escolha!

A nossa primeira grande viagem em família.

Já aqui referi, que devido a várias mudanças nas nossas vidas profissionais, os dois últimos anos foram muito fracos em férias.
Foram dois longos anos em que apenas podíamos desfrutar de escapadinhas ao modo “vá para fora cá dentro” aos fins de semana e feriados… o que, para ser honesta, até não é nada mau. Mas férias mesmo… aquelas férias de ir para longe e desligar o botão… nicles.
Por isso, quando este ano constatamos que íamos ter férias, mas férias mesmo, a primeira coisa em que pensámos foi “Dolce Fare Niente…

Não só estávamos a precisar de sopas e descanso como queríamos que a nossa primeira grande viagem em família fosse algo calmo, sem grandes correrias.  Queríamos uma boa praia… um bom hotel… e horas intermináveis de pura preguiça…Outra condição para estas férias foi “nada de repetir destinos”…

Começou então a demanda… mas uma verdadeira demanda. Para falar a verdade, perdi a conta aos destinos que ponderámos… desde os que ficam já ali, até aos que ficam do outro lado do mundo.
Mas na verdade, o destino para estas férias há muito que estava escolhido. Por isso, todos os outros, por comparação ao destino que realmente queríamos, tinham sempre aquele sabor a “prémio de consolação”!

Até que um dia pensámos… Bolas! Se é para as Maldivas que queremos ir, é para as Maldivas que vamos. Afinal, nós merecemos!
E o Universo pareceu conspirar a favor da nossa decisão… os amigos que já visitaram este pequeno Paraíso na Terra, faziam-nos descrições que iam ao encontro do que realmente queríamos…  descanso… praia maravilhosa… peixinhos de mil e uma cores… águas cristalinas e quentinhas… calorzinho… Mmmmmmm tão bom!

Tomada a decisão, feitas as reservas, começou a loucura… ainda para mais, porque na hora do “Ok” final, a viagem acabou por “ganhar” um Bónus!
Malé não fica já ali e a viagem adivinhava-se extremamente cansativa. Para além disso, estávamos com algum receio em relação à Mini-Viciada. Na viagem de e para Madrid, que nem chega a 1 hora, ela revelou-se sempre muito impaciente… “Já chegámos?” Posso sair do avião?”, “Estou farta de estar aqui dentro!”… Por isso, a ideia de enfiá-la mais de 8 horas num avião e passar as 8 horas a ser constantemente bombardeada com este tipo de perguntas, não nos parecia a melhor forma de iniciar as férias…

Por isso, tendo sempre como maior preocupação o bem estar dela e a nossa sanidade mental, estudámos várias hipótese de voos e escalas a partir de Lisboa. Mas a verdade é esta… fossemos por onde fossemos, a viagem ia ser longa e muito cansativa. Para todos! 
Posto isto, optámos por fazer a ligação que nos pareceu menos cansativa, não só em termos de horas de voos, como também em horas de escala… viajámos via Dubai!  Ora, tratando-se de minha pessoa, assim que ficou decidido que a viagem seria via Dubai, pensei logo… “Ora se vamos fazer escala no Dubai, porque não aproveitamos e ficamos lá 1 ou 2 dias?”… e foi o que bastou…

E assim, uma viagem de Dolce fare Niente acabou por se tornar num combinado maravilhoso… 3 dias no Dubai, com direito a praia, piscina e corre-corre para conhecer alguns pontos turísticos da cidade seguidos de 7 maravilhosos dias de Dolce fare Niente nas Maldivas… Aaaaahhh que maravilha!


Sem dúvida uma combinação mais do que perfeita…  esperem só pelos próximos episódios aqui no Viciada… vão ver que não se vão arrepender… E uma coisa eu prometo! Por muito que escreva, nunca, mas nuca mesmo, vos vou conseguir descrever e transmitir o quando esta viagem foi espectacular e o quando estes dois destinos, cada um dentro do seu género, são maravilhosos…

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Voltei... Muito contrariada, mas voltei!

O que é bom acaba depressa e é verdade!
Parece que ainda ontem estava aqui em stress sem saber o que colocar nas malas, e já estou aqui completamente em transe com os efeitos dos Jet-Lag a ganhar coragem para desfazer as malas...
E tenho tanto, mas tanto para vos contar... o Dubai e as Maldivas são dois destinos que por si só, são maravilhosos, mas quando combinados numa única viagem tona-se tudo fantabulástico...  nem sei bem como vos vou conseguir transmitir o quanto de fantástico. maravilhoso e deslumbrante teve esta viagem... mas prometo que assim que colocar o sono em dia e recuperar dos efeitos do sacana do jet-lag, que vos conto tudinho...

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Está na hora de fazer as malas...


Está na hora de fazer as malas...  E cá em casa é sempre assim!
 Não faço a mínima ideia de como enfiar a tralha toda que separámos para levar na viagem, em apenas 2 malas que não ultrapassem os 20Kgs cada. 
Isto vai ser bonito...

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Para Onde Vais tu Viciada? #3

Ora este mês esteve-se assim num dos destinos aqui da Viciada... cheira-me que meias e casacos é coisa que não vai passar pelo interior da nossa bagagem... E confesso que estou tentada a fazer aquela experiência de fritar um ovo no asfalto... 


Uma coisa é certa... se o calor fizesse derreter as banhas, eu vinha das férias com um corpaço de fazer inveja a qualquer Anjo da Victoria Secret... 

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Para Onde vais tu Viciada!? #2

Confesso que nesta fase do campeonato, já começo a sentir um nervoso miudinho a subir por mim acima... 4 semanas... faltam só 4 semaninhas para eu poder gozar as minhas tão merecidas e desejadas férias... Eu nem acredito que estou há quase 2 anos, sem gozar férias... mas este ano ninguém mas tira...
Não! Ainda não vos vou revelar para onde a família de Viciados vai recarregar baterias... mas posso dar mais uma pista... Começa por "M" e na fase final faz ali uma escala dnum outro destino hiper mega maravilhoso...


Miami
Maiorca
Marbella
Marrocos
Menorca
Maldivas
Maurícias
México
Uma coisa eu vos garanto... as minhas próximas férias serão num destes Maravilhosos destinos... e eu Mal posso esperar por ir, e por vos contar tudinho...

sexta-feira, 15 de julho de 2016

... Pray for the World!...


"Imagine there's no countries
It isn't hard to do
Nothing to kill or die for
And no religion too
Imagine all the people
Living life in peace..."