segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Época de Saldos... Parte II

Depois de passar os 2 primeiros dias do ano de cama - e não, não foi de ressaca, infelizmente - a Cara Metade lá me convenceu a dar uma voltinha pelas lojinhas para dar um lamiré nos Saldos... e eu lá fiz um esforçosinho, que bem que estou a precisar de uns trapinhos novos. Mas fiquei tão, tão, tão desolada, que mais valia nem ter saído de casa. Não encontrei nada de jeito... nada... rien... nicles... batatoides.  
As lojas estão um horror - a Zara então nem se fala -  atulhadas de mulheres completamente histéricas e enfurecidas a remexer aquelas pilhas de roupa toda enxovalhada, que tem aspecto de tudo, menos de ser roupa nova, como se a vida delas dependesse do próximo trapinho de jeito que encontrassem. Houve alguns montinhos de roupa que eu ainda tentei remexer, mas o olhar feroz tipo "Se mexes aí cabra e encontras algo giro antes de mim mordo-te" que essas mulheres me deitaram, desmotivou-me logo...  safa...
E depois...  as coisas mais giras que passo semanas a namorar nas lojas, as semanas antes dos saldos, desaparecem misteriosamente das lojas durante esta época! Alguém me explica porque é que é tão difícil comprar roupa de jeito durante os saldos? E já agora, sem correr risco de vida?
É que começo a chegar à conclusão que esperar pelos maravilhosos descontos não compensa... 

2 comentários:

ajoaninha disse...

Uiii estás como eu! Fico com uma neura, nem consigo ver nada!!

disse...

eu fiz umas comprinhas na Mango da avenida da liberdade. Bem mais calminha, e arrumada do que as lojas das grandes superficies. De resto ainda não tive coragem de ir ver mais nada, porque o chiado à hora de almoço está uma selva.


Mas o que eu verdadeiramente precisava -camisolas de malha e "partes de cima" como diz uma amiga minha - não havia nada de jeito :(